domingo, 28 de junho de 2009

Batalha das Toninhas

Com este tipo de professor, alguém consegue esquecer a sua matéria?

Na 1ª Guerra Mundial após algum tempo, nossos navios receberam ordens dos ingleses para seguir para Gibraltar , tendo ocorrido na rota alguns incidentes.
O Almirante Frontin fora alertado pra tomar cuidado, pois o encouraçado Britânia, designado para acompanhar a flotilha brasileira, tinha sido afundado em rota por um submarino e havia um alerta de presença de submersíveis na área.
Desta forma, foi com muita tensão que navegamos, o que pode ser a explicação de duas confusões que ocorreram.
A primeira foi a muito conhecida 'batalha das toninhas', quando um cardume de focas foi confundido com o rastro de um periscópio, fazendo com que o navio Bahia disparasse seus canhões contra as focas.

Receita para Crise

Belo comercial da Coca-Cola que coloca juntos um bebê recém-nascido e um senhor de 102 anos de idade.

quinta-feira, 18 de junho de 2009

Garota morre eletrocutada enquanto twittava na banheira

Do G1, em São Paulo

Maria Barbu, de 17 anos, tentou ligar o computador à tomada.
Máquina caiu na água matando a jovem de Brasov, na Romênia.

Uma adolescente da Romênia morreu eletrocutada quando o notebook que ela usava na banheira caiu na água. Segundo a polícia, Maria Barbu, de 17 anos, estava navegando pelo Twitter no momento de sua morte.

As autoridades acreditam que o acidente aconteceu quando a garota tentou conectar seu computador à tomada, com as mãos molhadas, depois que a bateria acabou -- isso porque ela havia passado muito tempo twittando na banheira, onde a máquina caiu.

De acordo com o “Austrian Times” e "The Mirror", que divulgaram a notícia, os pais da garota a encontraram morta. A família mora em Brasov.

FONTE G1

segunda-feira, 15 de junho de 2009

vôo AF 447 - Depoimento de um Comandante da VARIG aposentado

O ACIDENTE FATAL COM O AIRBUS A-330 NO VÔO 447 DA AIR FRANCE QUE CAIU NO ATLÂNTICO
Texto de autoria do Comandante da VARIG (retired), Manoel Jorge Pahim Dias.

Para ler e pensar!!! Apesar de muitos nomes técnicos, dá para perceber que aviões muito grandes e complexos não conseguem evitar o conflito entre homem e máquina na hora de tomada de decisões e de manobras importantes a serem executadas pelos pilotos. Com a palavra os amigos pilotos, sobre o que escreveu esse seu colega aposentado.

Minha opinião é, no mínimo, pragmática. Aproveitando o "gancho" de opiniões abalizadas de colegas da aviação, temos que encarar, e assumir, que há uma linha de aeronaves ditas de "última geração" que deverá passar por sérias e urgentes reformulações no projeto, a exemplo do que ocorreu com o Comet (que explodia no ar devido ao perfil angular das janelas); o Electra (explodia em vôo devido à rebitagem que não resistia à vibração das hélices); o Trident e o Boeing 727, que tinham deep stall (estol profundo - Redução da velocidade relativa ao ar, de um avião ou de um aeromodelo, a ponto de o fazer cair, por ser o seu peso maior que a força de sustentação das asas; perda (Aurélio); o "Zarapa", que teve que implantar a quilha porque não saia do parafuso; o Bandeirante que teve reestruturado por completo o sistema de compensador do profundor, porque a ‘cauda saia’ em vôo, etc.
A linha recente da Airbus, em várias condições de vôo, sobrepuja, e por vezes chega até a anular qualquer ação de comando proveniente da cabine, o que não deixa de ser um absurdo. Cito um exemplo: uma manobra evasiva anti-colisão será limitada pela não-aceitação de comando brusco. Pelo mesmo viés, o fato dos comandos de vôo serem fly-by-wire (comando por fio elétrico), totalmente potenciados eletricamente sem qualquer back-up (comando mecânico paralelo) que não seja o elétrico, significa necessariamente que a perda total de energia elétrica redunda inexoravelmente na perda total de atuação nos comandos de vôo! Um exemplo recente ocorreu com o Swissair FLT 111 em 1998, que se estatelou sobre o mar sem qualquer tipo de orientação e comando (www.jetsite.com.br/acidentes/blackbox)
Até hoje não há uma conclusão definitiva sobre a ocorrência da superposição do comando proveniente do computador de bordo x comando de cabine no acidente com o avião da TAM em Congonhas. Mesmo que se dê razão ao ilustre investigador que afirmou que o recuo das manetes tem que ser total, ao ponto de uma folga de 2 mm simbolizar que o piloto quer arremeter é de um absurdo paralisante, característica de quem não sabe para o que serve um "curso de manete". Mas esse acidente foi o 5° em circunstâncias idênticas. Várias operadoras, após esse acidente, passaram a incluir no treinamento de simulador o corte do motor quando tal fenômeno vier a ocorrer, ou seja, há um reconhecimento tácito de que o projeto é falho e temerário.

Mas, voltando à nova geração AIRBUS, é bom lembrar que durante o vôo de demonstração inaugural em Fairbourough, Inglaterra, a aeronave entrou voando sobre as árvores porque os computadores de bordo não aceitaram o comando dos pilotos. Mais cinco acidentes idênticos ocorreram após esse. Dois incidentes de brusca variação de atitude sem comando da cabine ocorreram no ano passado com um Airbus A330 na Austrália e mais um na Nova Zelândia. Hoje, 04/06/09, já estamos vendo as primeiras manifestações "plantadas" pelo interesse do fabricante, no sentido de sutilmente colocar na opinião pública a idéia de que os pilotos incorreram em erro ao adentrar em turbulência com velocidade inadequada. Nada mais patético! Qualquer piloto sabe qual a velocidade de penetração em turbulência, quanto mais os colegas de vôo internacional de uma empresa como a AIR FRANCE!

Mesmo que você seja apanhado de surpresa, o ajuste é rápido: motor no "esbarro" para pouca velocidade; speed-brake (baixar a velocidade) e power off (cortar o motor) para velocidade alta. Em segundos, você se acerta, não é mesmo? A propósito, quando saímos para um vôo, levamos conosco o folder contendo todas as informações necessárias, incluindo a surface prog e wind aloft prog, ou seja, ninguém vai voar sem saber o que tem pela frente.
Seguramente, não pode ter sido diferente com os colegas franceses. Portanto, a pífia imputação de desconhecimento das condições meteorológicas da rota também não pode prosperar. O AF 447 emitiu quatro wakes (alarmes) antes da queda, com coincidentes quatro minutos de intervalo um do outro: o primeiro reportando falha elétrica no sistema principal; o segundo reportando a atuação do sistema stand-by (de sobreaviso) operando com restrição nos comandos de vôo (spoilers - aletas escamoteáveis nas asas, yaw damper - aletas de guinada, etc.); o terceiro informando a perda do sistema de navegação lateral e vertical e, finalmente, o quarto: o mergulho na vertical com despressurização (o que é previsível, pois não há sistema que aguente descida no cone "sustentação zero").

Diante disso, conclui-se que o ocorrido em tudo se assemelha ao acidente com o SWISSAIR, no qual a aerovane ficou totalmente desgovernada, sem qualquer tipo de orientação, E SEM QUALQUER TIPO DE COMANDO NA CABINE, INCLUINDO O DE POTÊNCIA. Estamos diante, MAIS UMA VEZ, de um avião que foi projetado por engenheiros, que se dizem perfeitos e que acham que pilotos só servem para atrapalhar... Estou de pleno acordo.... Desde que eles mesmos voem essa máquina, levando a bordo outros tantos de sua equipe, de preferência, todos eles!
A pergunta que fica: até quando vamos aceitar com passividade voar aviões como esses? Associações e sindicatos não devem temer o poder econômico, principalmente quando há vidas humanas envolvidas.

A quem possa interessar, é como eu penso!
Manoel Jorge Pahim Dias

segunda-feira, 8 de junho de 2009

Leilão Político

Passando pelo Blog da Mary vi este vídeo e fiquei com uma dúvida cruel: Este vídeo é uma sátira ou é a verdade oculta em nosso país?

sexta-feira, 5 de junho de 2009

Confusões na Tuitosfera 2 - Dublado

Mas que diabo é esse Twitter?

Bom meus queridos leitores, acredito que muitos tentaram descobrir sobre este raio de Twitter. O primeiro passo de um newbie (novato) em qualquer assunto relacionado à internet é o Google. Fui ao Google digitei define:twitter para encontrar a definição de Twitter. (veja após o vídeo)
Ao clicar no link da Wikipédia: “Twitter é uma rede social e servidor para microblogging que permite aos usuários que enviem e leiam atualizações pessoais de outros contatos (em textos de até 140 caracteres, conhecidos como "tweets"), através da própria Web ou por SMS. [1]”
As atualizações são exibidas no perfil do usuário em tempo real e também enviadas a outros usuários que tenham assinado para recebê-las. Usuários podem receber atualizações de um perfil através do site oficial, RSS, SMS ou programa especializado. O serviço é grátis na internet, mas usando SMS pode ocorrer cobrança da operadora telefônica.
Humm... Bom... Mas o que é microblogging?

Ahamm se está em azul é um link, vamos lá: Micro-blogging é uma forma de publicação de blog que permite aos usuários que façam atualizações breves de texto (geralmente com menos de 200 caracteres) e publicá-las para que sejam vistas publicamente ou apenas por um grupo restrito escolhido pelo usuário. Estes textos podem ser enviados por uma diversidade de meios tais como SMS, mensageiro instantâneo, e-mail, mp3 ou pela web. O serviço de micro-blogging mais popular chama-se Twitter lançado em 2006 e venceu o Web Award... blá blá blá (significa etc. etc. etc.)

Bom até aqui não tinha entendido muito, mas já avistara no longínquo horizonte (nossa que frescura para escrever) o que deveria ser Twitter. Visitei vários blogs com informações, mas só consegui mesmo entender o funcionamento sendo um usuário ativo. Mesmo assim tenho muitas dúvidas que aos poucos serão sanadas; não vou entrar em detalhes e ensinar o que é ou como começar, porque tem muita gente boa que se dedicou a esta tarefa.
Para os novatos que necessitam de mais informações apresento um vídeo e dois links seu início de sua jornada, mas aconselho: Conhecimento sem ação não representa nada, use o que sabe, aprenda na prática.
Vamos lá:

Twitter in Plain English - CC Português

Antes vou explicar como habilitar a legenda no vídeo do youtube





@julianasardinha no seu blog Dicas Blogger tem vários posts sobre Twitter e outros assuntos interessantes:

Como usar o Twitter – um guia para iniciantes

Quer saber quem te segue (ou não) no Twitter?

quinta-feira, 4 de junho de 2009

Offer - Alanis Morissette

Vídeo antigo, feito com imagens da desigualdade social no mundo. A legenda traduz a música Offer, de Alanis Morrissette. Assista e comente!

Esquadrilha da Fumaça - Sonho de Ícaro

Clipe Gravado em Pirassununga SP, em 2009, Direção Pedro Brasil, Cameras Marcus Vinicius e Edilson Freire, Fotos de Ricardo Beccari. Editado e Finalizado em Fortaleza CE. HD Produções


terça-feira, 2 de junho de 2009

Juro que é verdade!

"Um dia decidi sair do trabalho mais cedo e fui jogar golfe!

Quando estava escolhendo o taco, notei que havia uma rã perto dele.
A Rã disse:
-'Croc-croc! Taco de ferro, número nove!

Eu achei graça e resolvi provar que a rã estava errada. Peguei o taco que ela sugeriu e bati na bola.

Para a minha surpresa a bola parou a um metro do buraco!

- Uau!!! - gritei eu, me virando para a rã - Será que você é minha rã da sorte?
Então resolvi levá-la comigo até o buraco.

- O que você acha, rã da sorte?

- Croc-croc! Taco de madeira, número três!

Peguei o taco 3 e bati. Bum! Direto no buraco!

Dali em diante acertei todas as tacadas e acabei fazendo a maior pontuação da minha vida!
Resolvi levar a rã pra casa e, no caminho, ela falou:

- Croc-croc! Las Vegas!

Mudei o caminho e fui direto para o aeroporto! Nem avisei minha mulher!
Chegando em Las Vegas a rã disse:

- Croc-croc! Cassino, roleta!

Evidentemente, obedeci a rã, que logo sugeriu:

- Croc-croc! 10 mil dólares, preto 21, três vezes seguidas.
Era loucura fazer aquela aposta, mas não hesitei.
A rã já tinha credibilidade.

Coloquei todas as minhas fichas e deu na cabeça! Ganhei milhões!
Peguei toda a grana e fui para a recepção do hotel, onde exigi uma suíte imperial. Tirei a rã do bolso, coloquei-a sobre os lençóis de cetim e disse:

- Rãzinha querida! Não sei como lhe pagar todos esses favores! Você me fez ganhar tanto dinheiro que lhe serei grato para sempre!

E a rã replicou:

- Croc-croc! Me dê um beijo! Mas tem que ser na boca!
Tive um pouco de nojo, mas pensei em tudo que ela me fez e mandei ver!

No momento que eu beijei a rã, ela se transformou numa linda ninfeta de 17 anos, completamente nua, sentada sobre mim. Ela foi me empurrando bem devagarzinho para a banheira de espuma...

“Juro por Deus”, - disse o Deputado ao Presidente da Comissão de Ética!

“Foi assim que conseguí minha fortuna e essa menina foi parar no meu quarto”.

Não só o Presidente da Comissão de Ética acreditou, como também, todos os Deputados e Senadores e todos os integrantes do Supremo Tribunal Federal.

autor desconhecido