quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

Feliz 2010

Além do Dever

Um homem foi chamado à praia para pintar um barco. Trouxe tinta e pincéis e começou a pintar o barco de um amarelo brilhante, como fora contratado para fazer.
Enquanto pintava, notou que a tinta estava passando pelo fundo do barco.
Procurou e descobriu que a causa do vazamento era um buraco e o consertou.
Quando terminou a pintura, recebeu seu dinheiro e se foi.
No dia seguinte, o proprietário do barco procurou o pintor e lhe entregou um cheque de grande valor.
O pintor ficou surpreso e falou:
O senhor já me pagou pela pintura do barco.
Mas isto não é pelo trabalho de pintura, falou o homem. É por ter consertado o vazamento do barco.
Foi um serviço tão pequeno que não quis cobrar, acrescentou o pintor. Certamente o senhor não está me pagando uma quantia tão alta por algo tão insignificante!
Meu caro amigo, você não compreendeu, disse o proprietário do barco. Deixe-me contar-lhe o que aconteceu.
Quando pedi a você que pintasse o barco, esqueci de mencionar o vazamento. Quando o barco secou, meus filhos o pegaram e saíram para uma pescaria. Eu não estava em casa naquele momento.
Quando voltei e notei que haviam saído com o barco, fiquei desesperado, pois me lembrei que o barco tinha um furo.
Grande foi meu alívio e minha alegria quando os vi retornando, sãos e salvos.
Então, examinei o barco e constatei que você o havia consertado. Percebe, agora, o que fez?
Salvou a vida de meus filhos! Não tenho dinheiro suficiente para pagar-lhe pela sua "pequena" boa ação...

Se em nossa ação diária todos nós fizéssemos como aquele pintor, certamente o mundo seria diferente.
Mas, o que geralmente acontece é que fazemos apenas a nossa obrigação, quando a fazemos.
Fazer o que nos compete, com disposição e zelo, é apenas cumprir um dever.
Todavia, se, além do dever, buscássemos fazer o que precisa ser feito, sem que ninguém nos peça, então poderíamos dizer que estamos investindo numa sociedade melhor.
Quem trabalha apenas para receber seu salário, demonstra que vale quanto ganha.
Mas, quem executa suas obrigações e vai além, sem esperar recompensa alguma, está investindo na própria felicidade.
O trabalho dignifica o ser, mas o trabalho feito com amor e dedicação, enobrece a alma.
Trabalhar por convicção e prazer, e não por obrigação, é a melhor maneira de se sentir bem. Isso porque, se ninguém elogiar nosso trabalho nem reconhecer nosso esforço, para nós não fará diferença alguma.

A grande satisfação estará calcada unicamente em fazer com excelência o que fazemos. E o salário, nesse caso, será apenas uma conseqüência.

Autor:
autoria ignorada.

quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Snake Bus



Giant constrictor snake squeezing complete Copenhagen citybus.
Advertising Agency: Bates Y&R, Copenhagen, Denmark
Creative Director: Ib Borup
Art Director: Peder Schack
Agency Producers: Josephine Winther-Poupinel, Steen Nøhr
Other credit: Erich Karsholt

segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Recesso do Blogue


Desde o Natal a plataforma Blogger está com problemas em algumas cidades, e não melhorando a minha situação, o proprietário desde blogue está totalmente acamado. Não sei se foram muitos condimentos na comida, ou realmente a quantidade de guloseimas ingeridas, ah..., ia me esquecendo, fora as cachaças...
É fato, que ganhei um reinado estável no trono de minha casa.
Para você ver meu irmão, que jeito de terminar o ano! Bom, pensando bem, terminar tudo bem, só não posso começar o ano no Trono! (Deus me livre e guarde!)
É fato, este estado está afetando minha forma de pensar, já me falaram que falo mer..., mas até ai, pô mas pensar nisso é sacanagem.
Espero me recuperar logo e aproveito o momento para tirar um descanso de final de ano.
Se coçar a mão posto alguma coisinha para ver se o cérebro está curado.
Abraços a todos e um feliz Ano Novo

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Merry Christmas - Disney Christmas Song

Feliz Natal a todos!  Merry Christmas

Abraços

Os políticos no final de ano


O Blog da Mary sempre garimpando preciosidades na net.
Vejam as previsões para 2010 (he he he)

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Até onde podemos confiar no que vemos?

Vi no blog do Oceanus achei muito doido.

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Criatividade - Canetinhas de cor, ovos e a mente de um artista












Kinjite, Rapelay, e o metrô de Tóquio

A arte imitando a vida, o lado negro da vida!
Sidney Crivelari
16/12/2009
Lendo ontem (15) a notícia publicada na Folha on-line (Trens no Japão terão câmeras para Combater "mão boba"), me veio à mente a cena do filme Kinjite – Desejos Proibidos, (Kinjite - Forbidden Subjects) 1989 (EUA), Direção: J. Lee Thompson. No filme, um executivo japonês vai a trabalho para Los Angeles com sua família. Em uma cena, ele esta sentado em um ônibus lotado e ao seu lado em pé, duas estudantes adolescentes conversando e brincando. Sonolento ele começar a relembrar de uma cena de abuso que presenciou no metrô japonês, fantasiando ele parte para a mesma ação. A diferença é que a japonesa ficou em silêncio, enquanto a americana fez o maior auê! 
Por infelicidade do destino, a filha do executivo acaba sequestrada por um cafetão que está prostituindo jovens inocentes, além de deixá-las viciadas em drogas. O detetive responsável pelo caso é o pai da menina que o japonês abusou no ônibus.
Ele está totalmente transtornado, com muita raiva pelo o que ocorreu com a sua filha, expressando seu ódio aos orientais. Imaginem a “caca!”
Já no Japão, nos dias atuais, as mãos bobas dos japoneses continuam à solta, mas diferentemente do filme Kinjite, milhares de mulheres estão apresentando queixas.
Só em Tóquio, a polícia registra a cada ano cerca de 1.500 queixas de mulheres que se dizem molestadas sexualmente no transporte público. Uma pesquisa indicou que quatro em cinco mulheres afirmam já terem sido molestadas, isto representa 80%, o que levou algumas companhias a instalar vagões exclusivamente femininos.
Para combater este tipo de crime, o sistema de monitoramento em vídeo será instalado no transporte público ferroviário de uma companhia, a East Japan Railway, na linha Saikyo, conhecida pela presença de molestadores.
Jogo à venda nas ruas e na internet simula estupros, pedofilia e aborto
Que ironia, no dia 24 de março de 2009 o jornal O Estado de S. Paulo publicou uma matéria intitulada: Jogo à venda nas ruas e na internet simula estupros, pedofilia e aborto.  Jogador ainda precisa fotografar vítimas nuas e chorando e obrigá-las a abortar para conseguir vencer. A matéria de autoria do Jornalista Renato Machado, fala sobre o jogo japonês para computador Rapelay. Ele inicia a matéria:
“A história começa quando um jogador encontra a mulher em uma estação de metrô e começa a molestá-la. Os estupros acontecem primeiro no trem e depois em um parque da cidade. Se o autor conseguir fotografar a vítima nua e chorando, ele consegue acesso às duas filhas e também as violenta e obriga todas a abortar. Não, não se trata de mais um caso de violência das ruas. Esse é o enredo e objetivo do jogo japonês de computador Rapelay, que está criando polêmica no mundo todo e é vendido livremente na internet e em algumas ruas de São Paulo.” É apenas um jogo? É apenas fantasia? Tá bom...Ô conversa pra boi dormir! Vejam o que anda acontecendo no Japão atualmente...

“A reportagem do Estado encontrou o jogo nos catálogos de pelo menos cinco vendedores ambulantes que trabalham na região das Ruas Santa Ifigênia e Timbiras, no centro de São Paulo...” “Os jogos podem facilmente ser baixados pela internet, em sites de compartilhamento.” E continua:“Além de ter como foco a violência sexual, o jogo também choca ao mostrar casos de pedofilia, pois uma das vítimas usa um uniforme de estudante colegial e a outra tem 10 anos de idade, segundo as resenhas publicadas sobre o jogo. O estupro contra a segunda é feito em um quarto com ursos de pelúcia. Após elas engravidarem, o criminoso tem de convencê-las a abortar, ou será jogado por elas nos trilhos do trem.”
Vejam o nível do jogo! Hoje se você digitar Rapelay no Youtube encontrará vários vídeos, e veja que não tem nada de normal neles.
Game premia estupro e pedofilia

No site do Estadão no dia 06 de Abril de 2009, na coluna opinião, Carlos Alberto Di Franco, professor de Ética e doutor em Comunicação pela Universidade de Navarra, comentando sobre a matéria alerta:
“Atualmente, graças ao impacto da internet, qualquer criança pode ter acesso a conteúdos corrosivos. Não é preciso ser psicólogo para que se possam prever as distorções afetivas, psíquicas e emocionais dessa perversa exposição virtual. Psiquiatras ouvidos pela jornalista Adriana Carranca, também repórter do Estado, foram enfáticos: os efeitos da exposição à violência são devastadores. A coordenadora da Psiquiatria do Hospital Albert Einstein, Ana Luiza Simões Camargo, explica que os jogos provocam uma certa permissividade em relação a situações de violência. "Aquilo que é horroroso se torna banal e até divertido", adverte a especialista.”
“A demissão do exercício da paternidade traz consequências que ultrapassam, de longe, o âmbito familiar. A ausência de limites sempre acaba mal. Frequentemente, com o apoio das próprias mães, inúmeras crianças estão sendo condenadas prematuramente a uma vida "adulta" e sórdida. Privadas da infância, elas estão se comportando, vestindo, consumindo e falando como adultos. A inocência infantil está sendo impiedosamente banida. Por isso, a multiplicação dos casos de pedofilia e abuso sexual não deve surpreender ninguém. Trata-se, na verdade, das consequências da escalada da erotização infantil e da impunidade do criminoso e lucrativo mercado da pornografia.”
Mangás e Hentais

Este assunto me levou a refletir sobre um produto genuinamente japonês, além da alta tecnologia, que é o chamado mangá e seu parente erótico o hentai. Vamos nos ater ao hentai que é um tipo de desenho pornográfico japonês. A maioria dos hentais tem estilo parecido, como os mangás (histórias em quadrinhos japonesas que dão origem aos Animes) só que com teor erótico (os mangás a meu ver também tem um leve apelo erótico).
Os hentais são na sua maioria com cenas de meninas adolescentes vestidas com roupas escolares, é comum cenas de estupro, violência sexual, sexo com animais, semi-humanos e todo tipo de perversão.
Segundo a Wikipédia “No Oriente, a palavra hentai significa metamorfose, pornografia ou perversão sexual; nunca é usado para referir à atividade sexual "normal", nem qualquer entretenimento de sexo explícito”.
Será que o que está ocorrendo no Japão é uma revolução de costumes de um povo que sempre teve regras rígidas de tradição e cultura?
Bom, pelo menos agora, as mulheres estão podendo se defender e procurando seus direitos, mesmo em uma sociedade que é reconhecida como sendo extremamente machista.
As perguntas que ficam no ar são:

Qual é a linha que separa a fantasia da perversão?

Esta linha é perceptível ou a certeza de impunidade a faz desaparecer?
 Essas pessoas presas por pedofilia, assedio, perceberam a transposição dos seus limites a essa linha ou foi o excesso de confiança que as conduziu?
 

Imagino que está linha seja muito tênue, imperceptível...
E assim vemos como a arte imita o lado negro da vida!
Opa ia me esquecendo, se você não assistiu ao filme Kinjite, é fã do super astro de ação Charles Bronson (Desejo de Matar), gosta de bastante ação, pancadaria e um roteiro criativo, fica a dica de um bom filme (para a época).
Você pode ver o trailer aqui

Veja as notícias completas abordadas neste texto:

Folha on-line: Trens no Japão terão câmeras para combater "mão boba"
O Estado de São Paulo: Jogo à venda nas ruas e na internet simula estupros, pedofilia e aborto e Game premia estupro e pedofilia
Wikipédia

Carlos Alberto Di Franco, mencionado acima é diretor do Master em Jornalismo (www.masteremjornalismo.org.br), professor de Ética e doutor em Comunicação pela Universidade de Navarra, é diretor da Di Franco - Consultoria em Estratégia de Mídia (www.consultoradifranco.com). E-mail: difranco@iics.org.br

Abraços e até a próxima

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Arvóre de Natal

Paz
União
Alegrias
Esperanças
Amor Sucesso
RealizaçõesLuz
RespeitoHarmonia
Saúde Solidariedade
Felicidade Humildade
ConfraternizaçãoPureza
Amizade Sabedoria.Perdão
IgualdadeLiberdade.Boa Sorte
SinceridadeEstima.Fraternidade
EquilíbrioDignidadeBenevolência
FéBondade.Paciência. Gratidão

Força
TenacidadeProsperidade
Reconhecimento

Tigres Comedores de Gente


A mudança climática está fazendo com que os temidos tigres-de-bengala das Sunderbans - a enorme floresta de manguezal dividida entre Índia e Bangladesh - cheguem cada vez mais perto dos vilarejos, o que está tornando os ataques contra humanos mais frequentes.

"O mangue é domínio dos tigres e eles são os únicos tigres comedores de gente do mundo", diz o guia turístico Niranjan Raptan.

Veja notícia completa na BBC-Brasil

Polvo surpreende cientistas ao usar cascas de coco como esconderijo




BBC-BRASIL
Cientistas da Austrália se surpreenderam ao flagrar um polvo usando cascas de coco como abrigo.
Em um artigo na revista científica Current Biology, os especialistas do Museu Victoria, de Melbourne, afirmam que este é o primeiro exemplo do uso de ferramentas por um animal invertebrado.
A equipe filmou um polvo “agarrando” metades de cascas de coco debaixo d’água e levando-as para outro lugar para usá-las depois como abrigo.
“Quase me afoguei rindo quando vi a cena pela primeira vez”, disse à BBC Julian Finn, um dos cientistas. “Eu sabia que o polvo queria fazer alguma coisa com a casca de coco, mas não esperava que ele fosse pegá-la e levá-la para outro lugar.”

Veja matéria completa no site da BBC-Brasil

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Pizza napolitana ganha selo de garantia

Via Veja.com

Uma lei da União Europeia passa a regulamentar de que maneira a verdadeira pizza napolitana precisa ser feita. A decisão foi anunciada por Bruxelas, depois de mais de 28 anos de lobby por parte dos italianos para que sua pizza fosse protegida por lei. A UE estabeleceu um selo para o produto, estipulando até mesmo quantos centímetros a borda da pizza deve ter.

Pelas regras do certificado - que tem o objetivo de evitar falsificações e "imitações baratas" -, uma verdadeira pizza napolitana precisa ter, no máximo, 35 centímetros de diâmetro e de um a dois centímetros de altura. A base da pizza deve ser feita com tomate sem cascas, mussarela de búfala de Campania, alho, óleo de oliva e basílico.

Agora, qualquer pizzaria que ofereça pizza napolitana "falsa" pode ser até mesmo multada, ainda que a UE não tenha ideia sobre como fará para cobrar a multa. Pizzas congeladas vendidas nos supermercados não poderão ser chamadas de napolitana.

O selo - A Garantia de Especialidade Tradicional foi dada à pizza depois de um longo debate, e faz parte de uma onda de medidas tomadas pela Europa para proteger seus produtos. Outro alimento certificado foi o queijo mussarela, além do presunto de Parma. Duas pizzas já estão na lista de avaliação: a margherita e a marinara.

A regra europeia é de que, para que um produto ganhe o selo de proteção, os produtores precisam provar que é feito com ingredientes tradicionais ou fabricada por um processo que apenas existe em uma região. Da forma que se consome hoje, a pizza existe desde o século XVIII, mas foi a partir dos anos 1950 que o número de pizzarias explodiu pelo mundo. Só na Itália são mais de 35 milhões de pizzas consumidas por semana.

(Com Agência Estado)

Forbes lista as 11 refeições mais extravagantes do mundo

Via Folha on-line

da Reuters, em Cingapura

Ingredientes refinados e chefs talentosos são componentes essenciais às melhores experiências gastronômicas, mas os extras podem tornar uma refeição inesquecível.

A Forbes.com listou 11 das refeições mais extravagantes do mundo. A Reuters não endossa essa lista:

1. O caviar de Daniel Boulud (Nova York). Por US$ 205 (cerca R$ 360), o menu-degustação do restaurante Daniel é relativamente uma pechincha comparado ao de outros restaurantes três estrelas de Manhattan, mas, se você quiser um pouco de champanhe e caviar no salão antes do jantar, terá que desembolsar US$ 860 (cerca de R$ 1.513) por 50 g do Golden Ossetra, caviar que vem direto do Mar Cáspio para as mesas do restaurante.

2. The French Laundry (Napa Valley). É difícil conseguir uma mesa no restaurante do chef Thomas Keller. Todos os dias Keller e sua equipe criam dois cardápios com nove pratos --um "degustativo" e outro "vegetariano"-- por US$ 240 cada (cerca de R$ 422), prometendo não repetir um único ingrediente entre os dois.

3. Bolo de ouro do Sultão (Istambul). Sob encomendas, o chef confeiteiro do hotel Ciragan Palace Kempinski prepara um "bolo de ouro" de mil dólares, aromatizado com frutas marinadas durante anos em rum jamaicano, sementes de baunilha da Polinésia francesa e trigo francês. Mas o que torna essa sobremesa especial é a pitada de ouro comestível de 24 quilates.

4. Jantar com trufas brancas no Les Amis (Cingapura). Para fregueses especiais, o Les Amis, elegante restaurante francês de Cingapura, pode arranjar um cardápio inteiramente composto de trufas brancas que sai a partir de US$ 800 (cerca de R$ 1.408) por pessoa, sem incluir o vinho.

5. O hambúrguer do Fleur (Las Vegas). Criado pelo chef do Fleur de Lys Hubert Keller, esse sanduíche contém bife kobe, trufas e foie gras. O custo real vem do acompanhamento --uma garrafa do Bordeaux Chateau Petrus, safra 1995.

6. A bellissima pizza do Nino (Nova York). Não há nada especial no molho nem na massa. Essa pizza vale o preço de mil dólares (cerca de R$ 1.760) por pedaço por causa de sua cobertura. O Nino's recheia a pizza com caviar e lagosta fresca do Maine. Também coloca um pouco de ovas de salmão e wasabi.

7. Jantar no In The Sky (Bélgica). "As pessoas estavam ficando entediadas em ir sempre aos mesmos restaurantes", disse David Ghysels, empresário belga que criou esse restaurante móvel, suspenso por um guindaste. Se você tiver dinheiro, Ghysels levará seu salão de jantar portátil para qualquer lugar do mundo. Trazer o restaurante suspenso para os EUA com o chef sai por algo entre US$ 50 mil e US$ 100 mil (entre R$ 80 mil e R$ 176 mil).

8. Piquenique na praia Macaroni (Ilha Mustique). Galinha grelhada, salada de manga e abacate, cuscuz com legumes e ponche de rum lembram um piquenique normal. A menos, é claro, que seja na praia Macaroni, na exclusiva ilha Mustique, nas Índias Ocidentais. A ilha particular é aberta apenas a convidados dos proprietários das vilas deslumbrantes do lugar.

9. Mesa do chef no L'Espadon (Paris). Esse restaurante, completo com uma árvore lilás no meio da sala de jantar, serve pratos como costela grelhada de vitela alimentada apenas com leite e filé Rossini com purê de batatas "ao estilo cappucino" (com trufas e chocolate). Ocasionalmente, o chef-executivo Michel Roth convida os convidados a jantarem na mesa do chef, oferecendo um lugar de visibilidade para a coreografia das cozinhas míticas do Ritz.

10. Jantar privado com o chef Louis Pous. Para quem não gosta de viajar, o chef do resort Little Palm Island, Louis Pous, começou a aceitar encomendas para entregas. Por US$ 10 mil (cerca de R$ 17.600) --para até 10 pessoas--, mais as despesas de viagem, o chef e sua equipe vão para qualquer lugar nos EUA para preparar um jantar privado. O pacote, que deve ser reservado com 30 dias de antecedência, não inclui vinhos, porcelana ou taças.

11. Jantar no Three on the Bund (Xangai). Essa sala de jantar pequena no Three on the Bund, o mercado de elite de Xangai, é tão íntima que só entram nela duas pessoas e um atendente. Enquanto desfrutam a vista panorâmica de Xangai, os felizardos podem se deliciar com a comida de qualquer dos restaurantes do prédio, incluindo o Jean Georges, o Laris ou o Whampoa Clube, por cerca de US$ 500 (cerca de R$ 880) por casal.

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Wallpaper do Lobo Mau Moderno!

Bom, como sou motociclista, estou ficando velho.... e quando paquero, me dizem que sou lobo mau atrás de chapéuzinho...

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

Do YouTube para Hollywood - Ataque de Pánico! (Panic Attack!) 2009

Após exibição do Curta no YouTube, Fred Alvarez foi contratado para dirigir um longa em Hollywood.

Veja matéria

sábado, 5 de dezembro de 2009

Solo de Castanhola - intermedio. La boda de Luís Alonso. J Gimenez. Lucero Tena

Já assistimos a muitos concertos com solistas de piano, violino, guitarra... e outros...Mas, concerto com solista de castanholas... Ela é um espetáculo...
via Bete Aguilar

Como escolher seu carro 4x4