quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Pizza napolitana ganha selo de garantia

Via Veja.com

Uma lei da União Europeia passa a regulamentar de que maneira a verdadeira pizza napolitana precisa ser feita. A decisão foi anunciada por Bruxelas, depois de mais de 28 anos de lobby por parte dos italianos para que sua pizza fosse protegida por lei. A UE estabeleceu um selo para o produto, estipulando até mesmo quantos centímetros a borda da pizza deve ter.

Pelas regras do certificado - que tem o objetivo de evitar falsificações e "imitações baratas" -, uma verdadeira pizza napolitana precisa ter, no máximo, 35 centímetros de diâmetro e de um a dois centímetros de altura. A base da pizza deve ser feita com tomate sem cascas, mussarela de búfala de Campania, alho, óleo de oliva e basílico.

Agora, qualquer pizzaria que ofereça pizza napolitana "falsa" pode ser até mesmo multada, ainda que a UE não tenha ideia sobre como fará para cobrar a multa. Pizzas congeladas vendidas nos supermercados não poderão ser chamadas de napolitana.

O selo - A Garantia de Especialidade Tradicional foi dada à pizza depois de um longo debate, e faz parte de uma onda de medidas tomadas pela Europa para proteger seus produtos. Outro alimento certificado foi o queijo mussarela, além do presunto de Parma. Duas pizzas já estão na lista de avaliação: a margherita e a marinara.

A regra europeia é de que, para que um produto ganhe o selo de proteção, os produtores precisam provar que é feito com ingredientes tradicionais ou fabricada por um processo que apenas existe em uma região. Da forma que se consome hoje, a pizza existe desde o século XVIII, mas foi a partir dos anos 1950 que o número de pizzarias explodiu pelo mundo. Só na Itália são mais de 35 milhões de pizzas consumidas por semana.

(Com Agência Estado)

Um comentário:

  1. Parece com as nossas pizzas. Essa imagem dá agua na boca.

    ResponderExcluir

Serão rejeitadas mensagens que desrespeitem a lei, apresentem linguagem ou material obsceno ou ofensivo, sejam de origem duvidosa, tenham finalidade comercial ou não se enquadrem no contexto do blog.