sábado, 16 de janeiro de 2010

Hoje eu estou confuso! - Desabafo

Por Sidney Crivelari

Hoje eu estou confuso, há anos busco o conhecimento e a chamada sabedoria. Leio muito, e isto me leva a mudanças contínuas de todos os meus paradigmas. Estas mudanças de referenciais, a descoberta do novo e o espanto permanente, me trazem um enorme prazer, mas constantemente me trazem na mesma intensidade, o desconforto.
Vivo ponderando sobre as coisas, evitando tomar decisões e fazer julgamentos precipitados.
Busco pelo entendimento dos fatos. Tento ver, compreender e analisar, através de todos os lados envolvidos, sempre buscando a verdade e tendo a ilusão de ser justo e imparcial.
Muitas vezes me sinto como aquela pessoa que está sempre em cima do muro, talvez até passe esta impressão, não tomando partido antes de pensar um pouco.
Fico observando pessoas inteligentes, apaixonadamente defendo teses sem lógica, contrariando o próprio bom senso de pessoas ditas intelectuais. Elas não ponderam, defendem com fanatismo um lado da questão, de forma dramática, desconsiderando o próprio argumento a que defendem. Muitos de elevado prestígio, com autoridade comprovada, abusam de sua influência, iludem as mentes menos preparadas, mas são consideradas referência. Fico me perguntando, isto é o correto? Por que não percebem sua incoerência? Por que outros ditos intelectuais não se manifestam, provando que o argumento é fraco? Serão sempre jogos de poder, diálogos preparados com o objetivo de iludir e convencer? Como ninguém percebe, será que sou só eu? O erro de pensamento é meu?
Isto acaba me deixando confuso...
Muitas vezes, me deparo com a mais terrível das sensações, a de não saber o que pensar sobre um acontecimento ou fato. É como se desse um branco, você fica desesperado, ansioso, procurando descobrir o que os outros pensam, para a partir daí, ter uma referência para poder formular meus próprios pensamentos. Esta sensação de incapacidade e impotência é terrível, porque você não pode esconder isto de você mesmo.
Eu inevitavelmente fico perplexo e acabo me questionando se me falta inteligência, ou se sou apenas um reflexo de pensamentos parafraseados de outros? Faltam mais estudos ou é falta de cultura?
Isto também me deixa confuso, na verdade, muito confuso. Estou na idade em que não deveria haver dúvidas, pelo menos, as elementares sobre a vida.
Diferente daquela fase em que sabemos tudo, hoje vivo em uma, em que não tenho certeza de nada. Descobri que a verdade depende dos filtros (cultura, religião, classe social,etc.), que a verdade não tem uma face, mas sim muitas, mostrando para mim um mundo que é diferente do seu.
Isto me deixa confuso, é terrível!

21 comentários:

  1. Para evitar ficar confuso, que não é uma sensação nem um pouco agradável, faça logo o seu julgamento, a sua opinião, ainda que não diga a ninguém. Pode até estar errado, mas é o seu julgamento e pronto. Se mais tarde, com um dado novo, você descobrir que sua opinião não estava completamente correta, mude, aperfeiçoe. Não é porque pensamos uma coisa inicialmente que não podemos mais mudar. Vai mudando enquanto os fatos forem mudando também. Bom, aqui é minha opinião...rs

    ResponderExcluir
  2. Olá meu amigo Sidney,

    Li teu texto e também os comentários dos demais amigos, e agora gostaria de deixar meu coanselho a você. Eu sei que muita gente não gosta de dar ou receber conselhos, mas, no fim, o que mais os blogueiros fazem é dar ou pedir conselhos.

    A dúvida e a confusão são coisas inerentes ao homem. Elas eram usadas pelos filósofos pré-socráticos como estímulo à busca do conhecimento. E não pense que isto era fácil. A dúvida também é relatada na Bíblia como sendo natural ao homem, visto que este é limitado e impotente diante dos acontecimentos futuros.

    Quando se está confuso, significa que chegamos ao ponto de decisão. Já não é possível ficar (como você disse) em cima do muro.

    Passei por esta situação há alguns anos. Minha resposta foi uma entrega total e humilde ao Senhor de todas as coisas. Nele eu achei respostas. Não na religião. Em Jesus.

    Não estou lhe dizendo o que fazer, apenas lhe digo o que eu fiz. Espero que, ao final, você possa encontrar o equilíbrio necessário.

    Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  3. Oi Sidney,

    Sua postagem chamou minha atenção, talvez o "hoje estou confuso"... Por um segundo pensei no quanto deve ser gratificante, ao menos repousante, poder viver um "hoje estou confuso".
    Contudo, ao deitar os olhos sobre seu texto, descobri que isso não é uma verdade, apenas uma expressão.
    Como não viver entre o estado de confuso, perplexo, e o estado da mais pura indignação neste nosso planeta? Não sei se poderia reduzir à lógica reducionista dos pseudo intelectuais; às vezes, quando não me falta paciência divirto-me a mostrar-lhes as contradições e passar um tempinho trocando frases confusas quem não chego a perceber, se as percebo, ou se meu interlocutor as percebe.
    Whatever... Talvez o permanente estado de perplexidade seja, para além das rugas, uma das marcas da idade.
    Abraço de brisas perfumadas,
    Joyce Mobley

    ResponderExcluir
  4. This is me, again... lol!
    Não sei por qual das várias eus comentei seu post...
    WheNever não pode conversar; só o faz através de recados.
    Deixou dois, nos seus.
    Abraço de brisas perfumadas,
    Joyce Mobley

    ResponderExcluir
  5. Obrigado Leila, por compartilhar sua opinião e seu precioso conselho.
    Abraços

    ResponderExcluir
  6. Grande Davi, obrigado pela carinhosa mensagem e fico muito feliz por você ter encontrado seu caminho e suas respostas em Jesus, não na religião.
    Espero que sua jornada seja de alegria, de muita paz, felicidade e harmonia.
    Agradeço o conselho
    Abraços

    ResponderExcluir
  7. Obrigado Joyce, pelo duplo comentário. Não é uma expressão apenas, não existe para mim nada mais torturante do que não saber o que pensar quando me deparo com um certo assunto. Diferente de não saber sobre o assunto, problema facilmente resolvido com a busca do conhecimento, da informação. Agora, apesar de usar no restante do texto o termo como uma expressão crítica, não diminui sua validade e nem anula sua veracidade.
    Gostei de sua visita e do comentário, espero que volte mais vezes,
    Abraços

    ResponderExcluir
  8. Olá, amigo Sidney.
    O título do texto me chamou a atenção e estou aqui com o propósito de ajudar.

    Há pessoas más que defendem idéias contraditórias apenas por egoísmo. Há também pessoas medrosas, que, vendo a contradição, não combatem. Há fanáticos que defendem uma religião e há fanáticos que dizem não defender nada.

    Eu sou cristão e desde a minha conversão tenho tido cada vez mais a minha fé firmada em Jesus Cristo. Vejo que não há contradição em Jesus, que não há como negar Jesus sem se contradizer; vejo que a Palavra de Deus traz as respostas que eu mais necessito na vida, palavras de vida eterna. O estudo bem fundamentado só irá concordar com ela e ciência e fé não são contraditórias, se a ciência e a fé estão também bem fundamentadas. Não há como negar a verdade objetiva sem afirmá-la involuntariamente ao mesmo tempo.

    A Palavra de Deus nos ensina a pedirmos sabedoria a Deus, se a queremos, e Deus a dará liberalmente e não lançará em rosto. Além disso, se abrirmos nossos olhos e ouvidos para percebermos a sabedoria e se clamarmos por ela e a procurarmos como a um tesouro preciosíssimo, então entenderemos o termo do Senhor e receberemos o conhecimento da parte de Deus, porque o princípio da ciência e da sabedoria é o temor a Deus.
    Jesus Cristo me deu vida, quando eu morri para o mundo, nascendo para Deus!

    Um grande abraço!
    Espero ter sido útil!

    ResponderExcluir
  9. Caro Rouver, fico feliz que tenha encontrado seu caminho, obrigado pelo conselho e pelo comentário.
    Abraços

    ResponderExcluir
  10. Olá Crivelari!
    Não te conheço, então não sei se meu comentário vai te cair bem.
    É que, tudo o que falou nos 2 primeiros parágr.,me fez lembrar de mim mesma. Eu tinha uma curiosidade pela vida e também pelo conhecer. (Vc é de Gemeos, por acaso?ou outro signo de ar?) Contudo, fiquei muito tempo sem ler, na fase em que meus 3 filhos(hoje homens da sua idade talvez)eram pequenos. Não havia computador naquela época!! nem tempo! e eu, ao mesmo tempo que os amava, sentia uma parte de mim morrer! então fiz um acordo comigo mesma p/ "dar um tempo" até que eu pudesse viver outras coisas que gostava, como ler e ter amigos com quem pudesse conversar. Isto demorou muito a acontecer, pois além de ser mulher, sou reservada,de outra geração!
    Agora sou vovó e começo a blogar e conhecer vocês. Queria te dizer, se permite, que no meu caso,também passei muito tempo da minha vida sem saber o que pensar sobre um acontecimento ou fato. Isto acontece, às vezes, qdo. a gente fica querendo saber tantas coisas, por curiosidade, que acaba não querendo ser superficial e acha que tem que se aprofundar em todos os assuntos, antes de dar uma opinião ( e sair do muro).
    Pense que, se você fica no muro por covardia, era bom dar um jeito, né? Mas,e se fica no muro porque realmente vê que ambos os lados tem suas razões? e se fica no muro porque acha que não vale a pena tomar partido,qdo. percebe que seria mais relevante mostrar que, o caminho talvez não seja nem um extremo, nem outro? Se você tem como característica ver os 2 lados da questão, talvez seja porque tem capacidade para ser apaziguador, ou é sensível p/ se colocar no lugar de pessoas de ambos os lados, então, use sua sensibilidade! Pode ser um jornalista imparcial... sei lá. Desde que encontre um modo de usar suas características p/ o bem.
    Procure, com calma, ponderar sôbre o que realmente faz você ficar em cima do muro, antes de se culpar, tá bem?
    E, mais uma coisa. Se com você for como comigo, logo você vai perceber que, há coisas mais importantes do que tomar partido sempre, de modo irresponsável... e que, sua ansiedade em saber o que outros pensam, pode ser por curiosidade intelectual. Ou porque se importa. Ponderar os 2 lados é útil em várias profissões. Ou porque você é um maria vai com as outras,então sim, pode querer se corrigir, ou não. Ou porque você está preocupado em agradar ao outro, para ser aceito (todo ser humano, faz de tudo p/ ser reconhecido - é por sobrevivência - não se assuste!)
    Quando te der um branco,procure assumir! E daí? você precisa ter resposta pra tudo? claro que não! quem sabe então, você se acalma, e tem um tempinho pra "sentir" o que você quer e pensa sôbre o que "você" acha importante para a vida. Não é mesmo?
    Desculpe se me alonguei, mas foi por carinho, tá bem?
    Abraço, Vera.

    ResponderExcluir
  11. Oi Vera (Sou Mulher), muito obrigado pela sua visita e pelo seu comentário.
    Respondendo a sua pergunta, sou do signo de câncer com ascendente em aquário.
    Quanto a questão de ficar em cima do muro, talvez eu não tenha sido claro neste assunto, desculpe se causei confusão ao escrever.
    O que quis dizer, é que vivo ponderando sobre as coisas, evitando tomar decisões e fazer julgamentos apressados. Enquanto eu não raciocino sobre um determinado assunto, não me pronuncio. Fazer isto, causa ás vezes, a impressão de que eu fico em cima do muro. Sou uma pessoa que faço questão de que as pessoas saibam de minhas opiniões. Gosto de discutir sobre o que acredito e quando me provam que não tem fundamentos, não tenho vergonha de aceitar o erro e mudar.
    Muitas pessoas em uma discussão acalorada, exigem que você se posicione, tome uma decisão, sem ao mesmo deixar você pensar no assunto. Um adágio antigo diz que você deve dar três voltas com a língua na boca antes de falar. Sei que é difícil, sou descendente de italiano com espanhol, imagina que mistura explosiva, não ser emotivo é quase uma tortura.
    Em alguns assuntos sou totalmente emocional. Já me arrependi amargamente de ter me posicionado em muitas questões sem pensar. Quem faz isso, acaba falando o que não deve, o que não pode e o que não quer. Minha amiga, uma palavra errada, em uma hora errada, do jeito errado, causa mais destruição que uma bomba atômica. As feridas causadas nunca se curam, mesmo que perdoadas.
    Para mim, o mais abominável chama-se injustiça e saber que fui injusto me causa a mesma abominação, além de muita aflição.
    Hoje com o Twitter, Blogues, MSN, Chats, sites de comércio eletrônico, quase tudo é feito rapidamente, decidido rapidamente. A maior parte da vida trabalhei na área comercial, meu sustento sempre dependeu de vencer os argumentos, convencer e fazer a outra pessoa tomar decisões. Sempre favoráveis, é claro, que é a compra de um produto ou serviço que eu estava oferecendo.
    A maior lição que tive, foi a de um diretor de uma grande corporação, que uma vez me disse:
    - A decisão é importante e o investimento é elevado. Vou fazer o que meu avô me ensinou, nunca decidir antes de conversar com o travesseiro, amanhã venha conversar comigo novamente.
    O avô dele ensinou uma grande lição, aproveitei e as sigo em situações onde o dano pode ser irreversível ou o investimento muito alto.
    Obrigado pela atenção, pela preocupação em ajudar e por ter lido este meu desabafo publico.
    Espero que volte mais vezes.
    Abraços

    ResponderExcluir
  12. Hi there, amore!
    Encontrei vc DEEEEEE Novo!
    Agora estou brincando de pega com vc, ou follow me and I follow you; la no tal do piw pow piw.
    Beijos, saudades, e abraços de brisas perfumadas.
    Joyce Damy Mobley
    Ps: descobri que existem 126 Joyce Mobley's no mundo e fui atacada de uma crise existencial pré-narcísica: eu escrevo e um bando de Joyce Mobley. Saí da crise sem medicação, acrescentei meu nome do meio e agora só eu, dang dang dang!

    ResponderExcluir
  13. Oi...
    estou me sentindo exatamente assim agora. Pensei que fosse a única no mundo.. ja estava ficando desesperada...
    Mudanças aconteceram em minha vida... assim de uma hora para outra... um furacao acontecendo, e eu percebi que consigui levar bem a situação e fico até orgulhosa, pq sou uma pessoa tao timida, reservada, que nao sabia resolver situações, que pensei que nao fosse capaz de agir... qd toda a situação que passei acabou, quer dizer ainda passo por ela, mas a parte mais turbulente passou, fiquei confusa sobre o que fazer, o que pensar e fiquei muito preocupada, pois isso nos deixa inseguro, nao sabemos o que fazer, o que pensar, que caminho seguir...
    fui me deixando levar...
    fui cansando de ser a mesma, achava que precisava experimentar coisas, fazer o que nunca fiz, e depois parei pra pensar e fiquei muito confusa.
    fiquei pensando comigo mesma: será que devo me jogar desse jeito mesmo? agir sem pensar, so experimentar?
    e quer saber acho que não.
    Na verdade nao tenho preconceito com nada, acho que toda pessoa deve fazer o que quiser, se assim for feliz, ta ótimo...
    e eu fiquei pensando: eu nao acho errado uma pessoa que sai transando com qualquer um, ela se sente bem assim, mas eu nao fazia isso, pq? tirei uma conclusao de mim mesma que eu teria fazer isso, se eu pensava que n era errado o q tinha eu fazer? ai percebi que nao era minha cara isso.
    fiquei muito preocupada na verdade em perder minha identdade com isso, fiz, nao me arrependi, mas fiquei confusa...
    Na verdade sou uma pessoa muito insegura, nunca gostei de me expor, mas acho que temos que nos jogar sim mas com limite e sempre se questionando pra depois, se tomar o rumo errado nao se arrepender tarde demais...
    Conluindo: Com certezaaaa, acho que isso que vc ta passando é normal, mas acho que realmente ficar em cima do muro nao é uma boa opção o legal é vc pensar saber em que lado estar, mas nao esquecer de analisar e tentar compreender o outro lado. Queria até te agradecer pq vc consigui me deixar menos confusa..
    rsrsrs
    beijo

    ResponderExcluir
  14. Oi anônimo, obrigado pela visita e pelo comentário.
    Fico feliz por ter ficado menos confusa e agradeço por seu relato.
    Nunca estamos sozinhos nesse mudo e muitas pessoas compartilham os mesmos sonhos, desejos, dores e decepções. Como somos sempre o centro do nosso universo, esquecemos que não somos os únicos, nem os últimos e muito menos os primeiros.
    É a vida!
    Um grande abraço

    ResponderExcluir
  15. Manipuladores e manipulados.

    Meu comentário sobre manipuladores e manipulados não é observação de nenhum cientista, sociólogo ou de qualquer ser humano letrado cheio de diplomas na parede ou com muitas teses de pós-graduação. Meus comentários são de uma pessoa comum, sem nenhuma faculdade no meu pobre currículo. Tive apenas o prazer de ter freqüentado a faculdade da vida, a qual eu considero a melhor de todas, pois ela não é discriminatória, todos podem freqüentar, basta apenas saber aproveitar as aulas recebidas durante o curso de nossas vidas. No momento estou fazendo pós-graduação na terceira idade.
    Meu comentário é primeiramente sobre os manipulados os quais tendo um cérebro com um potencial maravilhoso, cujo potencial poderia desvendar mistérios, descobrir novas fontes de conhecimento, enfim caminhar com mais facilidades para um mundo melhor.
    Estas pessoas desprezam preguiçosamente o potencial do seu cérebro e são manipuladas por todos os tipos de manipuladores que existem em nosso país. Como são manipulados? Primeiro pela famigerada mídia que os leva a trabalharem igual um burro de carga para consumir tudo que os comerciais de televisão e rádios incutem em suas cabeças. Estes comerciais usam técnicas de convencimento especiais, usam os truques mais variados de indução, o governo é conivente, pois quanto mais consumo mais impostos entra nos cofres do estado. Outro tipo de manipuladores são os políticos Os quais conseguem montarem verdadeiros currais eleitorais. Em minha opinião, políticos, salvo raras e honrosas exceções, são todos iguais não há santos, a maioria trabalha sempre visando o próprio interesse, mas os pobres manipulados acreditam com tanto fanatismo nestes políticos que são capazes de brigar ou darem suas vidas para defendê-los. Pasmem quando o cidadão é fanatizado, o mesmo apóia até aumento de impostos, alegando que o governo, para trabalhar melhor precisa de mais arrecadação. Falamos agora de outro tipo de manipulação, a meu ver o pior de todos os quais são algumas igrejas cristãs aqui em nosso país. A manipulação do nosso povo está as raias do absurdo. Os falsos profetas estão montando verdadeiros impérios de poder e dinheiro. Os pobres manipulados estão tão fanatizados, que não conseguem ver o absurdo em que estão se metendo. O governo, neste caso também é conivente, porque enquanto o povo desvalido busca nas igrejas os fazedores de milagres de baciadas, os doentes se afastam dos hospitais do SUS dando um pouco de folga aos precários e medíocres atendimentos, mas neste campo o governo está cometendo um grave erro, porque este movimento religioso está montando um poder paralelo em nosso país é só observar o crescimento da bancada evangélica no nosso congresso.
    Para evitar esta situação de manipulados e manipuladores, é só sabermos usar nosso cérebro com eficiência. Nossas faculdades mentais são primorosas, são melhores e mais avançadas do que os mais avançados computadores. O que devemos fazer é somente usar nosso cérebro, aproveitando todo seu potencial, não ter preguiça mental e não se deixar levar pelos manipuladores, os quais nos transformam em Maria vai com as outras ou bodes embarcados.
    Nós podemos ser liderados e não manipulados, sei que a maioria das pessoas prefere ser lideradas por alguém é mais cômodo, mas ser manipuladas e outra historia, não devemos nunca permitir isso, ser manipulada é no mínimo falta de inteligência do manipulado. Nós podemos ser liderados por um partido político sério, por um líder religioso sério, mas nunca se esquecer de fiscalizá-lo em suas atitudes, cabe a nós aprovar sua conduta de líder e não deixar que ele decida tudo o que bem quiser só porque é o líder. Gente vamos abrir nossa mente, estamos no século 21 vamos tirar nossa mente da idade media e transportá-la para nossa era, vamos atualizá-las e fugir das mesmices do passado.

    Paulo Luiz Mendonça autor do livro Crônicas indagações e teorias. Editora Scortecci.

    ResponderExcluir
  16. Manipuladores e manipulados.

    Meu comentário sobre manipuladores e manipulados não é observação de nenhum cientista, sociólogo ou de qualquer ser humano letrado cheio de diplomas na parede ou com muitas teses de pós-graduação. Meus comentários são de uma pessoa comum, sem nenhuma faculdade no meu pobre currículo. Tive apenas o prazer de ter freqüentado a faculdade da vida, a qual eu considero a melhor de todas, pois ela não é discriminatória, todos podem freqüentar, basta apenas saber aproveitar as aulas recebidas durante o curso de nossas vidas. No momento estou fazendo pós-graduação na terceira idade.
    Meu comentário é primeiramente sobre os manipulados os quais tendo um cérebro com um potencial maravilhoso, cujo potencial poderia desvendar mistérios, descobrir novas fontes de conhecimento, enfim caminhar com mais facilidades para um mundo melhor.
    Estas pessoas desprezam preguiçosamente o potencial do seu cérebro e são manipuladas por todos os tipos de manipuladores que existem em nosso país. Como são manipulados? Primeiro pela famigerada mídia que os leva a trabalharem igual um burro de carga para consumir tudo que os comerciais de televisão e rádios incutem em suas cabeças. Estes comerciais usam técnicas de convencimento especiais, usam os truques mais variados de indução, o governo é conivente, pois quanto mais consumo mais impostos entra nos cofres do estado. Outro tipo de manipuladores são os políticos Os quais conseguem montarem verdadeiros currais eleitorais. Em minha opinião, políticos, salvo raras e honrosas exceções, são todos iguais não há santos, a maioria trabalha sempre visando o próprio interesse, mas os pobres manipulados acreditam com tanto fanatismo nestes políticos que são capazes de brigar ou darem suas vidas para defendê-los. Pasmem quando o cidadão é fanatizado, o mesmo apóia até aumento de impostos, alegando que o governo, para trabalhar melhor precisa de mais arrecadação. Falamos agora de outro tipo de manipulação, a meu ver o pior de todos os quais são algumas igrejas cristãs aqui em nosso país. A manipulação do nosso povo está as raias do absurdo. Os falsos profetas estão montando verdadeiros impérios de poder e dinheiro. Os pobres manipulados estão tão fanatizados, que não conseguem ver o absurdo em que estão se metendo. O governo, neste caso também é conivente, porque enquanto o povo desvalido busca nas igrejas os fazedores de milagres de baciadas, os doentes se afastam dos hospitais do SUS dando um pouco de folga aos precários e medíocres atendimentos, mas neste campo o governo está cometendo um grave erro, porque este movimento religioso está montando um poder paralelo em nosso país é só observar o crescimento da bancada evangélica no nosso congresso.
    Para evitar esta situação de manipulados e manipuladores, é só sabermos usar nosso cérebro com eficiência. Nossas faculdades mentais são primorosas, são melhores e mais avançadas do que os mais avançados computadores. O que devemos fazer é somente usar nosso cérebro, aproveitando todo seu potencial, não ter preguiça mental e não se deixar levar pelos manipuladores, os quais nos transformam em Maria vai com as outras ou bodes embarcados.
    Nós podemos ser liderados e não manipulados, sei que a maioria das pessoas prefere ser lideradas por alguém é mais cômodo, mas ser manipuladas e outra historia, não devemos nunca permitir isso, ser manipulada é no mínimo falta de inteligência do manipulado. Nós podemos ser liderados por um partido político sério, por um líder religioso sério, mas nunca se esquecer de fiscalizá-lo em suas atitudes, cabe a nós aprovar sua conduta de líder e não deixar que ele decida tudo o que bem quiser só porque é o líder. Gente vamos abrir nossa mente, estamos no século 21 vamos tirar nossa mente da idade media e transportá-la para nossa era, vamos atualizá-las e fugir das mesmices do passado.

    Paulo Luiz Mendonça autor do livro Crônicas indagações e teorias. Editora Scortecci.

    ResponderExcluir
  17. Deus está confuso.

    Porque Deus está confuso? A resposta é muito simples, vejam, seus filhos os quais somos nós os seres humanos.
    Obs, Esta denominação, filhos de Deus foi criada por nós mesmos acredito que seja por conveniência, pois ser filhos de Deus nos da uma qualidade mais importante, isso é bom para aumentar nossa credibilidade no universo.
    Se formos todos filhos de Deus, naturalmente somos uma família, sendo uma família teríamos que ser unidos, mas a coisa não esta se processando da maneira correta, porque a coisa não vai bem? Não vai bem pelo fato de nós seres humanos e termos uns defeitos incorrigíveis, os quais são egoísmo, individualismo, defeitos estes que geram maledicência, orgulho, inveja, falsidade, hipocrisia e muitos outros defeitos que são inerentes a nós seres humanos.
    Vamos ao caso, porque Deus esta confuso. Ele olhando para o planeta terra vendo sua família os quais são seus filhos, ele nota que há uma grande divergência na maneira de se comunicar com ele, poucos destes filhos se comunicam diretamente a maioria usam intermediários que são as diversas religiões do planeta. Nesta diversificação de religiões é que a coisa fica feia. Existem tantas, que se torna difícil de serem contadas, porque esta diversificação tão grande se Deus é um só.
    Qual conclusão tiramos disso tudo. Deve estar havendo algum interesse escuso por traz desse emaranhado de seitas religiosas. Seria interesse financeiro, seria interesse de poder ou seria interesse político.
    O pior de tudo isso é que cada religião diz com toda convicção que a sua e a melhor, os argumentos são os mais variados, alguns são até absurdos, como um que vi na internet o cidadão diz assim (somente acredita em Deus quem acredita na Bíblia Sagrada), isso é o mesmo que querer monopolizar Deus exclusivo para eles. A convicção dos religiosos cristãos se enraíza tanto nas mentes que eles não se preocupam em pesquisar, procurar saber da importância das outras religiões, se bitolam na sua, se fanatizam e dali em diante não vêem mais nada alem da sua crença. Por exemplo, a maioria dos Cristãos nunca se interessaram saber da importância da religião islâmica, do Judaísmo do Budismo do Hinduísmo e de outras de menores expressões. Estas outras religiões não são meia dúzias de pessoas são muitos e muitos milhões, portanto nós temos que saber que, enquanto nós Cristãos temos como nosso guia espiritual Jesus Cristo eles tem os guias espirituais deles, nós não podemos achar que só a nossa crença e a verdadeira. A verdade é que estamos todos no mesmo barco da incerteza. Sei que os adeptos da Bíblia Sagrada dizem não estarem neste barco da incerteza porque eles têm a convicção que a Bíblia é realmente a palavra de Deus, eles acreditam porque alguém os induziu a acreditar, não é porque o mesmo tem provas absolutas não é nada disso, apenas eles aprenderam a acredita nada mais que isso. Os islâmicos também têm convicção que o Alcorão contem as palavras de Deus, os hindus acreditam também que suas divindades os levam para Deus Os adeptos do Judaísmo Acreditam no velho testamento, o qual os cristãos também acreditam, só que eles os judeus não acreditam em Cristo.Continua.

    ResponderExcluir
  18. Deus esta confuso continuação.
    Vamos agora aos números aproximados dos adeptos das diversas religiões.
    Cristianismo, 1.900 milhões.
    Islamismo, 1.200 milhões.
    Hinduísmo, 800 milhões.
    Budismo, 360 milhões.
    Taoísmo, 2.7 milhões
    Xintoísmo, 2.6 milhões.
    Judaísmo, 12 a 15 milhões
    Umbanda e Candomblé só no Brasil 5 milhões.
    Espiritismo Kardecista 15 milhões.
    Seicho no-ie , 2.5 milhões só no Brasil.
    Há também o Confucionismo, Xintoísmo e outras de menores expressões.
    Diante deste quadro nós temos que no mínimo respeitar os outros seguimentos religiosos e não dizer aos quatro ventos que a nossa é a mais importante ou mais verdadeira, repito nós estamos todos no barco da incerteza, e não se pode fugir dele, podemos para nos enganar, fantasiar nossas convicções, mas até o dia de hoje ninguém sobe da verdade absoluta.
    Quando eu disse Deus está confuso, é pelo numero elevado de religiões professadas pelos seus filhos.
    A confusão maior que eu conheço está no cristianismo, á primeira ramificação foi a divisão entre católicos e protestantes, hoje chamados de evangélicos.
    Entre os evangélicos, houve tantas ramificações que se perde a conta, o número é assustador nem faço idéia onde isso irá parar.
    Nestas ramificações, o que se nota é cada uma puxando a brasa para sua sardinha, tentando montar um império maior que o outro, em muitos seguimentos até se esqueceram os preceitos de Cristo e estão montando verdadeiros impérios de poder e dinheiro.
    Depois destas explicações não acham que Deus deve estar totalmente confuso.
    Paulo Luiz Mendonça autor do livro Crônicas, indagações e teorias. Editora Scortecci.

    ResponderExcluir
  19. Conformismo dos conformados.
    Nós vivemos em um país que se diz emergente. Esta emergência não se aplica a todos os brasileiros, a maioria continua ainda se afogando nos sofrimentos causados por maus políticos, os quais se locupletam nos cofres do estado.
    Muitos destes políticos são os chamados populistas, são os tais que saindo do seio do povo pobre se transformam em salvadores da pátria, mas na verdade quando se encontram em uma posição de destaque mudam de lado rapidamente se esquecendo que suas raízes foram plantadas lá no seio dos humildes.
    A maioria deste povo sofrido não se preocupa muito com os desmandos dos políticos. Porque não se preocupam? Porque estes infelizes e sofredores fantasiam suas vidas nos ensinamentos da Bíblia, com isso se sentem totalmente felizes por pensarem, o que importa mesmo não é a vida terrena e sim a vida futura, mas esta gloriosa vida futura foi inventada para transformar o povo em cordeirinhos, enquanto os governantes fazem o que bem entendem sem a preocupação de serem questionados. As religiões pregam aos quatro ventos: o que importa realmente e a vida futura, ou seja, a salvação gloriosa depois da morte.
    Ao ler a Bíblia descobrimos que ela prega um Deus com dons punitivo e muitas vezes vingativo, ela prega o sofrimento eterno para os não religiosos e pecadores. Muitas coisas escritas na Bíblia não são palavras de um Deus bom e misericordioso, isso são palavras de um Deus a meu ver cruel. Porque cruel, pense bem, sofrimento eterno no fogo do inferno isso é ou não um exagero descabido. Tenho certeza que estas palavras de punição eterna foram inventadas para poder dominar as pessoas mais medrosas, e também com pouco conhecimento, pouco conhecimento gerado pelo medíocre ensino do nosso país. Qualquer pessoa que usar o bom senso e a razão verá que a Bíblia é cheia de contradições. Os que a lerem com a mente aberta sem permitir a interferência dos teólogos verão que um Deus bom e justo jamais teria permitido a nenhum profeta escrever aquilo.
    Uma coisa interessante quando éramos crianças, acreditávamos em papai Noel, saci, mula sem cabeça e muitos outros mitos. Junto com estes mitos havia também o tenebroso inferno de fogo onde as pessoas pecadoras iriam queimar eternamente. Eu pergunto todos nós não acreditamos mais nestes mitos citados, mas há um deles, o tenebroso inferno que a maioria das pessoas religiosas continuam a acreditar. Os teólogos mais espertos dirão, as pessoas continuam acreditando porque o inferno é real.
    Não é nada disso, se usarmos o raciocínio lógico, veremos porque continuam acreditando neste mito, é porque mula sem cabeça, saci, papai Noel e muitos outros mitos, só poderiam nos afetar a nossa vida terrena, mas o famigerado inferno, dizem os teocratas, irá punir os pecadores e não religiosos depois da morte, sendo depois da morte a coisa amedronta mesmo. Desta maneira as religiões aproveitam deste medo mórbido da morte para dominar e escravizar seus adeptos. Por isso muitos continuam a acreditar, mesmo que a razão e o bom senso nos digam que inferno não existe.
    Se alguém mesmo sendo religioso quiser descobrir falhas na Bíblia procure na internet. Tem um trabalho maravilhoso escrito por um pensador americano do século 19. Procure na Google, o nome dele é Robert G. Ingersoll. Quando abrir o blog veja onde está escrito (Robert G. Ingersoll Wikisourse agosto de 2010.) ali aparecera várias obras dele. Não se esqueçam a humanidade só progride através de mentes abertas e não de mentes fechadas e bitoladas em ensinamentos arcaicos.
    Paulo Luiz Mendonça. Pensador do século 21

    ResponderExcluir
  20. Email, pauloluiz41@hotmail.com

    Como escolher sua religião ou não escolher nenhuma.

    Este manual está propondo ser prático e elucidativo, no que tange a escolha de qual caminho seguir durante nossas vidas aqui na terra.

    Artigo primeiro.

    Todas as pessoas, sejam elas de qualquer idade que estejam em plena capacidade de discernir sobre o que é certo ou errado, deve voltar-se para dentro de si mesma, fazendo um questionamento íntimo, perguntando: O que sei sobre religiosidade foi tirado do meu próprio raciocínio ou foi imposto primeiro pelos meus pais e depois pela religião professada por eles?

    Artigo segundo.

    Depois de ter feito o questionamento do artigo primeiro, volte seus olhares para a grande proliferação de igrejas que dia após dia são abertas em nosso país.
    Observem o grande numero de pessoas as quais se denominam profetas, analisem com muito critério suas pregações do evangelho, observem seus procedimentos se são de humildade ou de grande pompa, procurem saber dos patrimônios materiais adquiridos por estes que dizem com muita ênfase e convicção de serem verdadeiros representantes de Deus.

    Artigo terceiro.

    Após terem feito as pesquisas do artigo segundo, comecem a fazer um parâmetro entre a humildade de Cristo e a soberba e o enriquecimento vertiginoso destes que se dizem representantes divinos. Observem se eles comportam se como pessoas simples ou se eles adquirem mansões faraônicas, jatinhos particulares e grandes fazendas as quais se perdem de vista pela grandeza e sofisticação.

    Artigo quarto.

    Fazendo uma análise mais profunda, faça uma comparação entre as religiões do passado e as de hoje. No passado as religiões mantinham seus ensinamentos somente dentro dos templos religiosos, onde era e continua sendo lugar próprio para esta prática. Se sua religião é daquelas que gastam milhões de reais, dinheiro este tirado do bolso dos humildes para pagar os horários nobres das televisões e rádios, isso é considerado fora de propósito. Esta pratica se não é deveria ser proibida por lei. A proibição da mesma não existe porque os governos são, sempre foram, e sempre serão coniventes com esta prática vergonhosa, é só observar a não cobrança de impostos sobre dízimos e contribuições arrecadadas pelas igrejas.

    Artigo quinto.

    Quem quiser aprofundar-se mais no assunto e tirar dúvidas é só pedir para as instituições religiosas serem mais transparentes prestando conta de todo dinheiro arrecadado. Se a reação deles for de honestidade irão mostrar seus livros caixa sem nenhum problema, mas se a reação deles for de acusar o questionador de blasfêmia e que o mesmo está afrontando Deus, ou ainda dizerem que Deus e testemunha da sua honestidade. Diante destas respostas tirem suas próprias conclusões.

    Artigo sexto.

    O potencial de energia e inteligência que temos em nosso cérebro é extremamente poderoso. O problema é que nós seres humanos conseguimos usar apenas uma pequena porcentagem deste potencial. Entretanto a maioria dos seres humanos por preguiça mental não usam nem esta pequena parcela, deixando-se influenciar por correntes de ensinos duvidosos., os quais os levam a acreditar em promessas fantasiosas e mirabolantes, tais como prosperidade sem nenhum esforço, milagres de baciada e vida eterna para curtir as delicias do paraíso.Continua

    ResponderExcluir
  21. Continuação de com o escolher sua religião ou não escolher nenhuma.
    Artigo sétimo.

    Como reconhecer um falso profeta.
    Reconhecer um falso profeta é muito fácil, pergunte ao gerente do banco se a conta gorda do referido, é conta conjunta com Jesus ou com Deus, se for conta conjunta é profeta verdadeiro, mas se a conta gorda está só no nome dele ou de laranjas é falso profeta. Para melhor confirmação, se os bens patrimoniais dele têm como sócio Jesus ou Deus é um profeta verdadeiro, mas se tiver só no nome dele ou dos seus familiares é falso profeta.


    Artigo oitavo.

    Cristo morreu pobre e desvalido. Quem esta usando seu nome, se enriquece com muita facilidade, será que cristo veio ao mundo para salvar a humanidade ou veio para enriquecer alguns privilegiados dando a eles o direito e a oportunidade de montarem verdadeiros impérios de poder e dinheiro.

    Artigo nono.

    Nunca procure prosperidade em igrejas Deixem disso, prosperidade tem que ser conseguida por nossos próprios esforços, temos que estudar com afinco, procurar aprender uma profissão, batalhar e, sobretudo levantar cedo, Pois Deus ajuda quem cedo madruga. Subornar Deus com dinheiro dado as igrejas para ter prosperidade, isso é um absurdo. Acho que podemos até chamar isso de estelionato contra o criador. Ora deixemos Deus em paz cuidando dos incapacitados, das criancinhas indefesas, dos idosos abandonados, os fortes e cheios de saúde tem que se virar por si próprio, mãos a obra minha gente, mais uma vez digo deixem Deus em paz.

    Artigo décimo.
    Devemos ficar perplexo em ver as pessoas acharem que Deus não tem inteligência, As pessoas são maldosas, egoístas, maledicentes e hipócritas. Não tratam seus semelhantes como a ti mesmo, nem sabem o que é isso. No entanto quando se encontram em dificuldades tanto financeira como com problemas de saúde, vão aos templos que oferecem milagres de baciada, e com a maior cara de pau tentam comprar com dinheiro dado as igrejas a atenção de Deus, para lhes socorrerem dos males que estão sofrendo.
    Ora Deus tem uma inteligência muito avançada e não irá ajudar quem não merece. Se Deus tiver que ajudar algum de seus filhos naturalmente ira ajudar aqueles que têm uma vida regrada, aqueles que são puros de coração, os falsos e hipócritas não adianta irem com dinheiro comprar a salvação. Se desejarem salvação o caminho não é este, o caminho é mudar a conduta, o procedimento e a maneira de viver, ai sim Deus poderá pensar no assunto.
    Paulo Luiz Mendonça.

    ResponderExcluir

Serão rejeitadas mensagens que desrespeitem a lei, apresentem linguagem ou material obsceno ou ofensivo, sejam de origem duvidosa, tenham finalidade comercial ou não se enquadrem no contexto do blog.